Ir para conteúdo

Esposa de Dudu relata agressões: “batia na cabeça para não deixar hematoma”

A esposa do jogador Dudu, Mallu Ohana, deu detalhes das supostas agressões cometidas pelo atacante do Palmeiras na noite de ontem (22). Ela fez uma acusação formal contra o atleta, que se apresentou à polícia hoje (23), na Delegacia da Mulher, em Pirituba, zona norte de São Paulo, e nega a versão. O relato foi feito em uma live do jornalista Leo Dias, no Instagram. Mallu iniciou a conversa dizendo que sofre as mesmas agressões há anos. “Ele foi agressivo comigo esses anos todos. Tenho testemunhas. Amigos, tudo. Família dele já presenciou”, disse.

Anúncios

Mallu deu detalhes sobre a sua versão. As novas agressões, segundo ela, aconteceram ontem, na garagem do prédio onde ela mora com os dois filhos do casal. Dudu e Mallu estão separados há alguns meses, depois de 11 anos de união.

“A briga começou dentro do carro. A gente se agrediu. Durou muito tempo. Foi várias vezes. Eu me defendi. Sempre me defendi. Durou mais ou menos 1h30 de discussões. Tapas, bate boca, vai, volta. Começou na garagem, depois foi para a fora do condomínio. As câmeras flagraram. Minha tia, que é babá, presenciou. E uma amiga minha de Goiânia. Tenho um laudo do Einstein. Ele batia na minha cabeça para não deixar hematomas [aparentes]”, contou. “Ninguém chamou a polícia. Porteiro ficou calado só vendo. Só minha amiga que está aqui, Michele, tentou ajudar. Nenhum homem, segurança, nada, tentou ajudar. Ele começou a ligar para o advogado, queria chamar a Polícia… aí chegou o assessor dele. Ele pegou meu celular, tentei puxar de volta, ele me puxou. Estou até dolorida. Registrei esse hematoma no boletim”, completou.

Anúncios

“Estamos juntos há quase 11 anos. Sofri agressões nas minhas duas gravidezes. A coisa começou a ficar ruim após uns cinco anos de namoro. Eu sofri calada esse tempo todo. Pela minha família, pelo meu filho que tem autismo. Eu não queria esse sofrimento”, continuou.

Dudu nega.

O Palmeiras, também por meio de sua assessoria, disse que irá monitorar o caso e que não tem conhecimento de todos elementos da denúncia. O clube frisou que é contrário a qualquer ato que atente contra a dignidade humana, incluindo violência e injustiça. “O Palmeiras irá acompanhar o assunto e as conclusões das investigações pelas autoridades competentes para que, no devido momento, e se necessário, venha a se posicionar novamente sobre o ocorrido. Até agora não há conhecimento sobre todos elementos relativos à denúncia. Aproveitamos para reafirmar nosso posicionamento contrário a qualquer ato que atente contra a dignidade humana, incluindo violência e injustiça”, disse o clube.

As informações são do Uol Esporte

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Andre Lavorente Ver tudo

Advogado.

Amante de futebol e CSGO.

Instagram: @andrelavorente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: